jump to navigation

Paul mata o Pacers at the buzzer – Pacers 100 x 103 Hornets 20/01/2009

Posted by Thiéres Rabelo in Pós-jogo.
trackback

Paul chuta em cima de Murphy para ganhar o jogo

Assim como no primeiro encontro dos dois times em Indiana, o Hornets derrotou o Pacers com um arremesso at the buzzer (no estouro do cronômetro). Derrotas assim sempre causam um sentimento de frustração, mas o Hornets era o favorito à vitória e mesmo assim Indiana batalhou até os segundos finais do jogo. Com a combinação sorte e habilidade Chris Paul fez valer a superioridade dos sulistas.

Danny Granger foi o cestinha de Indiana com 30 pontos. Logo atrás ficou Troy Murphy, com 17 pontos, 11 rebotes e 5 assistências. Por incrível que parece ele ficou com 0-5 da linha de três e teve uma boa pontuação. O bom Stephen Graham veio do banco para anotar 14 pontos (acertando 6 de 9) em 29 minutos. Mike Dunleavy e Jarret Jack fizeram 11 pontos cada.

Os destaques do Hornets foram Chris Paul, com 27 pontos, 9 assistências e 5 rebotes. Mas ele cometeu cinco turnovers. O ex-Pacer Peja Stojakovic fez 26 pontos, acertando cinco arremessos de três pontos. Rasual Butler ainda fez 17 pontos. Os três foram os únicos Hornets com duplos-dígitos.

Se deslocando um pouco para o Oeste, o Pacers tem outro jogo difícil. Amanhã os hoosiers enfrentam o San Antonio Spurs, vice-líder do Oeste. Os texanos têm a oitava melhor defesa da liga e o Pacers a 30ª. Jogo ainda mais difícil para Indiana.

Na quadra

Jogo muito apertado nos primeiros 24 minutos de jogo. Na ida aos vestiários os donos da casa lideravam por apenas 56 a 55. Os destaques de cada time foram Granger, com 15 pontos, Stojakovic, com 11, e Rasual Butler, com 13. Indiana ganhou o primeiro quarto por 28 a 26, enquanto New Orleans venceu o segundo por 30 a 27.

O terceiro foi de placar muito baixo: 18 a 10 para os anfitriões. No meio do período não houve pontos por quase três minutos e nos últimos 3:42 minutos do quarto o Hornets 6 a 0. Ao fim do período o marcador indicava 74 a65.

Mas Indiana voltou motivado para o derradeiro período. Os 15 primeiros pontos dos visitantes foram feitos por Graham (oito) e Dunleavy (sete). Mesmo assim o Hornets continuou na frente por 86 a 80. A partir daí brilhou a estrela de Granger. Ele fez sete pontos seguidos, contra três de New Orleans, deixando o placar em 89 a 87 para os mandantes.

Neste momento a partida começou a ficar emocionante. O Hornets não se deixou alcançar, chegando a liderar por seis, mas com um roubo de bola de Ford com 49 segundos no relógio, seguido de uma bandeja do armador, o placar estava empatado em 97. Nos 20 segundos seguintes o Hornets acertou três lances livres. A seis segundos do fim o placar era 100 a 97. Jim O’Brien pede tempo de 20 segundos e orienta seus atletas na jogada que lhes daria o empate. Dunleavy repõe a bola em jogo para Jack na cabeça do garrafão. Este bate para a direita, entrega nas mãos de Granger que rapidamente arremessa de três, mesmo marcado por dois adversários.

Com 2.5 segundos no relógio, New Orleans ainda tem tempo de evitar a prorrogação, após o pedido de tempo de Byron Scott. Na reposição, James Posey passa para Paul. Com um erro de Dunleavy na marcação, Paul tem espaço para um chute de três e ele acerta, no estouro do crônometro.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: