jump to navigation

A donde estas nuestros Culhões? 10/01/2011

Posted by kaiquequadros in Artigo.
trackback

A equipe dos ritmistas pacificadores, nome dado há bastante tempo por algum ilustre americano que ousou a dar esse nome a uma franquia da ABA, nunca “honrou” ou seguiu a letra a possível tradução do seu grandioso nome, pois sempre estavam em batalhas inesquecíveis contra equipes (inimigos) que assombravam a paz no estado de Indiana, às vezes venciam, às vezes perdiam, mas sempre lutavam, tanto no olho por olho, também conhecido como Playoffs, ou nas briguinhas semanais, também conhecidos com temporada regular. Chegaram os anos 90, mais preciso 1995, um jovem orelhudo de aparência um tanto mística e uma mão que dizem que foi esculpida a fogo, pelo tanto de tiros que este elemento matava em quadra, a longa, pequena e media distancia.

Logo ao chegar à bela e enorme terra santa do basquete, Miller começou a fazer inimigos por todo o lado leste, travou varias batalhas sensacionais contra os Pistões de Detroit e contra os “Knicks” da querida e temida New York. Spike Lee, nome de chinês, nacionalidade de americano, esse sim o seu grande inimigo, não dentro dos campos de batalha e sim fora! Por incrível que pareça, mas Reggie tratou com maestria e garra esse inusitado e corajoso inimigo.

Anos 2000 e modernidade chegaram os Pacers ou ritmistas pacificadores chegaram também, em seu exercito aguerrido ainda estava o agora não mais tão jovem Reggie, O’neal Jr e claro o provocador Ron. Pistões também estavam fortes! Infelizmente, caíram duas vezes para os grandes e poderosos da terra do carro, uma briga, uma queda e foi assim que os aguerridos caíram, e infelizmente hoje não vemos mais essa grandiosa garra dentro dos campos não mais medievais de batalhas.

Ano 2011, dias atuais, o exercito de Indiana, tenta voltar as grandiosas batalhas olho por olho, porem ainda não sinto aquela garra, ou aqueles Culhões que tinham na época do orelhudo. Granger tenta aparecer como o salvador da pátria, conta com ajuda de Big Roy e do Litlle Collison, comandados por um mestre não muito “entendido” de batalha Jim O’ Brien, que armou uma espetacular defesa, chega a lembra as muralhas antigas, seus pilares ajudam muito nisso, e seu grande ladrão Rush cuida dos tiros de longa distancia, o problema é que essa fortaleza que “JOB” tem em suas mãos, não está servindo muito ao ataque, nesse momento bate saudades do orelhudo, e os “indianos” vão caindo a cada batalha que desapontam os fieis torcedores.

Cheguei ao titulo do artigo, cadê os Culhões? Cadê a garra e raça dos tempos do orelhudo, O’neal Jr e Provocador Ron? Batalhas imperdíveis que acabaram escapando na ponta da lança, ou destruição total em jogos contra as águias (ultima batalha semanal), Hoje em alguns momentos são pacificadores em quadra, infelizmente estão levando adiante uma tradução do seu nome. A sorte é que nessas batalhas semanais, eles ainda enfrentam exércitos desprovidos de homens, algo que não vai ocorrer no próximo jogo, quando ais sim terão uma “batalha pelos olhos por olhos”, batalhará contra os nem tão temíveis, porem perigosos homens de Filadélfia, que virá com sangue nos olhos pela derrota contra os Pistões de Detroit.

Chegando ao fim dessa prosa, os Pacers terá que ter Culhões de sobra para enfrentar essa enorme batalha contra o Sixers.

Anúncios

Comentários»

1. robertopa - 10/01/2011

Olha, gostei desse texto, bom mesmo….
Saudade da garra que tinha esses caras, dava gosto de ver Miller chamando o jogo, nem me importava se ele errar(o que era bem difícil de acontecer UHASU), ele era fantasticos, O’neal um grande jogador chamava para si o jogo Artest bom jogador não se escondia também….

2. erico1 - 10/01/2011

Muito boa o post, de grande qualidade mesmo!!
Contra o Sixers, será uma verdadeira batalha pelas disputas das 7° e 8° colocações..
Podemos ganhar, temos que acordar senão ficaremos de fora!
GO PACERS!

3. FelipeGeyer - 10/01/2011

Parabéns pelo texto, assino embaixo

4. Lucas - 10/01/2011

curti. parabens!

5. Jefferson - 11/01/2011

raça, todo lugar, qualquer esporte o que toda torcida gosta de ver é raça!!
isso me faz ser fan do Nene, Josh Smith, KG caras que dão o sangue em quadra. No indy vejo a falta disso principalmente em nosso melhor jogador. Hibbert é um que tenta mas ainda poode melhorar.

Raça Pacers!! – rumo aos off’s 2011


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: